30/11/2013 00:00 - Atualizado em 10/11/2013 22:19

Agenda cultural

A Potica da Romaria de Juazeiro do Norte na Fotografia de Vinicius Xavier

Apreciadores da fotografia e da fé católica podem conferir no trabalho de Vinicius Xavier um pouco da poética da Romaria de Juazeiro do Norte

Colaborador
Colaborador
Arte de Escrever
O público poderá conferir uma amostra do que pode ser uma inesquecível experiência (Foto: Vinicius Xavier)

Quem nunca foi a Juazeiro do Norte apreciar a Romaria de Padre Cicero ou mesmo ouviu falar dela em alguma reportagem especial sobre a fé e devoção no padroeiro do Ceará, tem agora a oportunidade de conferir na exposição “PADIM" o resultado de uma pesquisa que durou três anos consecutivos.

Por meio de 16 iconografias capturadas e selecionadas pelo fotógrafo Vinicius Xavier, o público poderá conferir uma amostra do que pode ser uma inesquecível experiência. O profissional define a fotografia como uma forma de transformar o mundo e afirma que o Brasil precisa se conhecer mostrando aos apreciadores da linguagem fotográfica a riqueza da cultura popular, característica muito presente nas temáticas de seu trabalho. "Fotografar em Juazeiro do Norte foi um reencontro com as minhas origens. Aqui é uma cidade que se parece muito com minha cidade natal, Feira de Santana, no seu aspecto comercial, já no que tange a fé, não!", esclarece.

Para o filósofo alemão Hegel, a arte é uma produção espiritual e a estética não é o domínio do belo em geral, mas sim, unicamente da beleza. O filósofo considera a poesia a arte da palavra que reúne em si a própria interioridade espiritual, ou seja, podemos contemplar também a arte da linguagem na fotografia, uma vez que toda imagem é um texto dotado de significados e nos permite fazer interpretações.

A exposição “PADIM" é a poética do cordel brasileiro, a diversidade das narrativas que encontramos na resistência da cultura popular nacional. "Sou do interior da Bahia e na minha infância e adolescência cresci vendo brigas de galo, vaqueiros, o povo da zona rural chegando nos "paus de araras" para comercializar suas produções no Centro de Abastecimento da cidade. Eu ia comprar farinha fiado no armazém de Seu Altino, um conhecido da minha avó, ou seja, eu sou do povo, sempre circulei por ambientes populares, faço parte disso naturalmente porque a cultura popular sempre esteve presente na minha vida", relembra Vinicius Xavier.

O fotógrafo de “PADIM" é um artista premiado e possui vários trabalhos em seu currículo, a exemplo da Campanha Fotográfica África em Nós (2009), que resultou na exposição fotográfica no Museu Afro-Brasil, em São Paulo, com curadoria do renomado fotógrafo brasileiro, Walter Firmo e na publicação de um livro.

Teve ainda duas fotos selecionadas em primeiro lugar no Concurso Fotográfico "Um Olhar Sobre a Cultura Popular Nordestina 2010" e na VI Maratona Fotográfica de Curitiba (2011). "Foi uma novidade para mim. Fiquei totalmente impactado pelo tamanho da fé do povo romeiro nordestino. Não tinha noção do personagem que estava retratando inicialmente, só depois de ler a biografia do "PADIM" pude entender um pouco melhor as coisas que eu estava vivenciando ali. É incrível, eu acredito que todo brasileiro deveria ir lá pelo menos uma vez na vida, pois eu já fui três vezes e senti uma forte emoção que tentei mostrar por meio dessa exposição", ressalta.

A mostra começou sua jornada dia 15 de outubro na cidade de Cachoeira e ficará até 15 de novembro. Depois ficará um mês no MAC – Museu de Arte Contemporânea (12 de dezembro a 12 de Janeiro de 2014) de Feira de Santana e então seguirá para a Galeria ALMA, em Salvador (período a definir em 2014).

SERVIÇO:
O quê: Exposição Padim - Fotografias de Vinicius Xavier
Onde: NUDOC – Rua Ana Nery, nº 09, Centro. Cachoeira – BA
Entrada Franca

A colaboradora do Portal, Ana Paula Santos, é jornalista, produtora, apresentadora e repórter com experiência em TV Universitária.

Comentários

Relacionadas

Publicidade

Facebook