12/05/2014 00:00 - Atualizado em 18/07/2016 16:42

Agenda cultural

Mostra em cartaz no Museu Afro Brasil homenageia editora Raízes

Pioneira das edições de arte em São Paulo, a editora terá várias de suas obras reunidas em uma exposição que resgata a memória histórica da arte brasileiraPioneira das edições de arte em São Paulo, a editora terá várias de suas obras reunidas em uma exposição que resgata a memória histórica da arte brasileiraPioneira das edições de arte em São Paulo, a editora terá várias de suas obras reunidas em uma exposição que resgata a memória histórica da arte brasileiraPioneira das edições de arte em São Paulo, a editora terá várias de suas obras reunidas em uma exposição que resgata a memória histórica da arte brasileira

Colaborador
Colaborador
Arte de Escrever

Um dos pioneiros das edições de arte em São Paulo será homenageado pelo Museu Afro Brasil com a exposição Regastein Rocha e a Gráfica Raízes, em cartaz a partir de 16 de abril.

A mostra reunirá exemplares do catálogo da Raízes, com mais de uma centena de obras relevantes para a memória histórica da arte brasileira. Entre elas: Portinari (1979); Masp – 30 anos (1979) e Yanomami1979, de Claudia Andujar, com texto de Darcy Ribeiro.

Entre 1979 e 1997, ano em que foi vendida, a editora Raízes editou mais de 150 livros sobre alguns dos mais importantes artistas brasileiros (Portinari abriu o catálogo) e contribuiu para o desenvolvimento do design gráfico no País.

Regastein, seu fundador, completará 80 anos em 24 de novembro. Ele é um mineiro de Passa Quatro que se aventurou nas edições de arte em São Paulo. Primeiro, na Práxis, onde editou várias publicações importantes. Seus escritórios ficavam no Ipiranga.

Depois ele migrou para Santo Amaro, já com a editora e a gráfica Raízes, quando surgiram vários livros, muitos deles produzidos pelo professor Pietro Maria Bardi e outros com a colaboração de Maureen Bisilliat e Claudia Andujar.

Fonte: Catraca Livre 

Comentários

Relacionadas

Publicidade

Facebook